06
out
10

ganhar ou perder faz parte da vida

Nos preparamos para ganhar, mas podemos perder. Pior do que perder é não ter dignidade na derrota. A luta pela transformação social exige trabalho contínuo e difícil. Há, é claro, muitos momentos felizes. Exatamente quando observamos que o fruto do nosso trabalho resultou em melhoria das condições de vida do povo. Porém, também é claro, as forças egoísticas e do atraso às vezes ganham uma ou outra batalha. Há momentos na história de grandes viradas. Hoje vivemos no mundo um memento de grande crise. Pode ser que a crise tenha como saída uma dessas grandes viradas. Ainda não é possível ver com clareza o que virá pelo mundo com a queda do império do norte. Sentimos que o império está doente. Sentimos que outras potências estão surgindo. Sentimos que o socialismo pode vir a se tornar de novo um sonho. Um sonho testado e corrigido.
PS.: quero deixar clara a minha solidariedade a todos os bom combatentes que não conseguiram se eleger ou reeleger. Quero cumprimentar aqueles combatentes nossos que se elegeram. Quero trazer o exemplo de um jovem de boa estirpe: Brizola Neto que não se reelegeu. Vejam o que é dignidade.
Obrigado a todos. Mas calma aí, pessoal…

Entrei aqui para liberar os mais de 400 comentários – e quanto carinho e solidariedade havia neles – que estavam aguardando moderação. Não postei hoje por duas razões.
Primeiro, porque a frustração nunca é boa conselheira. Ela nos torna egoístas e amargos.
Segundo, porque têm sido meses – 17 meses – sem um diazinho de folga. E de omissão com a família, a filhota, e de sacrifícios aos meus colaboradores. Precisamos um dia de descanso geral da companhia.
Na boa, vou dizer uma coisa para vocês. Não adianta eu vir escrever aqui se não tiver algo a dizer. E estou sem ter o que dizer, porque não tenho reclamações a fazer se mereci – não comprei sequer uma delas – a confiança de mais de 55 mil pessoas no Rio de Janeiro.
Preciso dar um tempo, reencaixar o corpo e a cabeça e descobrir como ajudo mais a todos.
Só peço um tempinho de paciência. Não sou um comentarista externo à cena. Sou parte da batalha e seguirei nela, com cavalo ou sem cavalo.
Um grande abraço a todos e, de novo, muito obrigado pela solidariedade, pelo carinho, pela amizade e companheirismo.
Daqui a pouco a gente volta e fala dos problemas e desafios que tem a enfrentar.

Anúncios

0 Responses to “ganhar ou perder faz parte da vida”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: